Arquivo da tag: Seleção Brasileira

Kleiton Lima confia nas meninas do Brasil para chegar ao pódio

Após o empate sem gols com o Canadá, o Brasil venceu o sorteio e se tornou primeiro do Grupo B. Sendo assim, nesta terça-feira, 25 de outubro, as meninas da Seleção Brasileira encaram o México, às 20h, no Estádio Omnilife.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

Apesar de saber que o Brasil tem um grupo mais tecnico e um dos melhores do mundo, o técnico Kleiton Lima não acredita em favoritismo. Aliás, para ele, o fato das mexicanas jogarem em casa, pode atrapalhar.

“O México, além de jogar em casa, está com o time que disputou o Mundial da Alemanha, uma equipe muito experiente. Mas eu confio nas minhas jogadoras. Estamos trabalhando para chegar ao ouro”, disse ao site oficial da CBF.

A outra semifinal está marcada para o mesmo dia, entre Colômbia e Canadá, às 23h.

No @futebolmeninas você acompanha o jogo através de comentários. Fique atento!

Maurine conta no Twitter que vai continuar lutando por medalha

Após saber da morte de seu pai na madrugada desta segunda-feira, 24 de outubro, a lateral Maurine, da Seleção Brasileira feminina de futebol, esclareceu via Twitter que está muito triste com a notícia, mas que vai continuar em Guadalajara lutando com as meninas do Brasil para conquistar uma medalha de ouro.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

“Olá pessoal, pra quem perguntou, vou ficar até o final do Pan. Vou levar essa medalha pro meu pai, pois ele sempre me pediu isso. (…)”, escreveu, para logo depois completar. “Vou embora dia 29, se Deus quiser com a medalha no peito e homenagear meu papai, que sempre se orgulhou de mim. Deus vai me confortar e me da forca pra lutar ..porque minha familia precisa muito de mim!”.

A Seleção Brasileira entra em campo novamente nesta terça-feira, 25, às 20h, contra o México.

Morre pai da lateral da Seleção Brasileira Maurine

Na noite do último domingo, 23 de outubro, o pai da lateral direito Maurine, que está em Guadalajra disputando os Jogos Pan-Americanos pela Seleção Brasileira feminina de futebol, morreu. A camisa 2 desabafou através de sua conta no Twitter, depois de receber a notícia, já na amdrugada desta segunda, 24.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

“Senhor me dê força. Deus eu preciso de ti senhor, pois você é meu refúgio. Eu estou mal demais. Pai te amo para sempre onde você estiver vá com Deus. Luto, luto. Pai, eu te amo”, escreveu.

Logo em seguida ela emendou com: “Pai amor eterno. Descanse em paz, meu guerreiro. Eu te amoo muito. O senhor me ensinou tudo, por isso sou o que sou hoje. Obrigadaaa,  te amo”, e foi confortada pelos amigos no microblog e no Facebook.

O Comitê Olímpico Brasileiro ofereceu auxílio psicológico e uma passagem aérea caso a atleta queira voltar para o Brasil nesta segunda-feira.

As brasileiras entram em campo novamente nesta terça, 25, às 20h, contras as mexicanas donas da casa.

Brasil vence Costa Rica e avança para próxima fase

Nesta quinta-feira, 20 de outubro, a Seleção Brasileira feminina de futebol conquistou mais uma vitória, dessa vez em cima da Costa Rica, por 2 a 1, na segunda partida da fase de grupos do Pan-Americano. Debinha, aniversariante do dia, e Thaís Guedes foram as responsáveis pelos gols brasileiros. O resultado já classifica as brazucas, que agora só esperam a partida contra o Canadá para definir posição no Grupo B.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

O primeiro tempo foi marcado pela pressão brasileira. Melhores tecnicamente, as meninas do Brasil mostraram desde o início que as adversárias não teriam jogo fácil e já aos 11 minutos Rosana assustou com cabeçada rente a trave. Pouco tempo depois, Maurine mandou uma pancada no travessão e Rosana – mais uma vez ela! – mandou para dentro de cabeça, mas o gol foi anulado por estar impedido.

Outro destaque da primeira etapa foi a goleira Arroyo. Ela pegou tudo, sentiu lesão várias vezes, mas só saiu de campo quando não deu mais. E mesmo assim, chorando! Isso é que é garra.

Como já era esperado, no segundo tempo, o Brasil abriu o placar. Debinha, aniversariante do dia, teve a felicidade de dar um presente a todos os brasileiros. Depois de cruzamento de Rosana pela direita, ela mandou para dentro do gol. Logo depois, Thaisinha também fez o seu. E que golaço! Ela chutou por cobertura da ala direita e garantiu a vitória.

A Costa Rica ainda fez o gol de honra no finzinho da partida, com Shirlei Cruz, mas não foi o suficiente.

Na próxima rodada, as brasileiras encaram o Canadá, no sábado, às 23h. No Twitter @futebolmeninas você acompanha os comentários da partida.

Thaís Guedes e Danielle: parceria no ataque que deu certo

Sem Marta e Cristiane neste Pan-Americano, o técnico Kleiton Lima precisou inovar no ataque brasileiro. E parece que a nova dupla deu certo. Thaís Guedes e Danielle foram responsáveis pelos gols do Brasil na estreia da equipe com vitória por 2 a 0, em cima da Argentina. Além disso, Dani ainda deu asistência no gol de Thaisinha.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

“Aprendo muito com ela dentro e fora de campo”, revelou Thaís, que começou a amizade com a companheira de equipe durante o Torneio Cidade de São Paulo, no ano passado, quando as duas foram convocadas.

Já Dani, não vê a hora de entrar em campo nesta quinta-feira, 20, às 20h, para ajudar novamente a equipe. No entanto, ela sabe que será preciso calma e sabedoria para vencer mais um duelo na competição.

“Queremos sair com a vitória. O time está bem focado, mas cada passo de cada vez”, encerrou.

Será que teremos dobradinha de gols mais uma vez? Para saber, acompanhe o jogo no nosso Twitter (@futebolmeninas) com os comentários da nossa blogueira Lu de Castro.

Maurine acredita em vitória dos meninos do Brasil no Pan

Depois de vencerem a Argentina na estreia do Pan, as meninas do Brasil estarão na arquibancada nesta quarta-feira, 19 de outubro, para torcer pelo time masculino, que também faz estreia contras os hermanos. Para a lateral-direita Maurine, um dos destaques da equipe, os meninos também vão conquistar um bom resultado.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

“Tomara Deus que ele deem show. Estamos torcendo muito por eles e esperamos que eles arrasem!”, disse ao Futebol para Meninas.

Indagada se tinha palpite para a dura partida – afinal é o famoso superclássico das Américas -, a craque acredita que os jogadores não levarão gol. “Acho que os meninos vão fazer 2 a 0, assim como nós. Meu palpite é que Henrique e Felipe Anderson vão marcar para o Brasil”, encerrou.

E nós, do FPM, assim como as meninas da nossa Seleção, estamos na torcida!

Depois de vitória, Seleção Brasileira faz festa para Francielle

Após a vitória por 2 a 0 em cima da Argentina na estreia da Seleção Brasileira no Pan, as meninas do Brasil cantaram parabéns para Francielle, aniversariante do dia. Além da meia, que completou 22 anos, a atacante Debinha e o roupeiro Jorginho também participaram da comemoração, já que os dois fazem aniversário ainda essa semana.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

No entanto, o técnico Kleiton fez questão de frisar que a “festinha” foi apenas pelo aniversário das atletas e do roupeiro, afastando qualquer clima de oba-oba. “As meninas estão de parabéns pela vitória, mas hoje vamos comemorar só os aniversários. Demos o primeiro passo para chegar à final, mas ainda temos que melhorar”, disse ao site oficial de CBF.

Nesta quarta-feira, 19 de outubro, as meninas que estiveram em campo contra as hermanas farão um trabalho na piscina com o fisioterapeuta Marcelo Kazuaki. As demais irão para a academia com o preparador físico Eduardo Oliveira. A recuperação é visando o jogo da próxima quinta-feira, 20, contra a Costa Rica, às 20h, no Estádio Omnilife.

Meninas do Brasil vencem a Argentina na estreia do Pan

Em sua estreia no Pan-Americano de Guadalajara, a Seleção Brasileira feminina de futebol venceu a Argentina por 2 a 0, com gols de Thais Guedes e Danielle. Mesmo com pontuação igual a do Canadá, que venceu a Costa Rica por 3 a 1, o resultado deu ao Brasil o segundo lugar do Grupo B.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

Visivelmente superior na partida e melhor tecnicamente, as brazucas conseguiram abrir o placar aos 27 minutos do primeiro tempo. Após cruzamento de Danielle pela direita, a bola sobrou para Thais Guedes que, sozinha dentro da área, mandou para dentro do gol.

Dez minutos depois foi a vez de Dani participar de mais um gol, dessa vez marcando ela própria. De fora da área, Francielle – aniversariante do dia – meteu no travessão e na sobra, Dani finalizou.

No segundo tempo, as hermanas ainda tentaram pressionar, mas as brasileiras continuaram sendo superiores. O duelo terminou sem mais gols.

Na próxima rodada, as meninas encaram a Costa Rica, no dia 20, às 20h. A partida será transmitida pela Record e comentada no Twitter @futebolmeninas.

Confira a classificação:

Grupo B:
1 – Brasil – 3 pontos
2 – Canadá – 3 pontos
3 – Costa Rica – 0 pontos
3 – Argentina – 0 pontos

Mulher com alma de menina: conheça a lateral Maurine

Por Patricia Esteves

Boa de bola, simpática e linda. Assim é a lateral Maurine, da Seleção Brasileira e do Santos. Considerada uma das grandes jogadoras da geração, a brasileira chegou a passar um tempo nos EUA, onde atuou pelo Western New York Flash, ao lado da melhor do mundo Marta. Atualmente joga pelo Santos e está disputando o seu primeiro Pan-Americano, em Guadalajara, com as meninas do Brasil. Mas se você pensa que foi fácil chegar até aqui, está muito enganado. Com espírito guerreiro, a morena, que diga-se de passagem arranca suspiros dos marmanjos desde que começou a se destacar na modalidade, conseguiu se firmar e hoje é tida como uma das peças fundamentais da equipe que busca o tri na competição continental. Por isso, antes de viajar para o México, conversamos com ela e descobrimos um pouco sobre essa mulher com alma de menina. Confira a entrevista!

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

Futebol para Meninas – Como você começou a jogar futebol?
Maurine Dornelles – Meu pai sempre jogou bola e foi assim que me interessei pelo esporte. Então, sempre fiquei no meio dos meninos jogando também. Comecei na escolhinha do Grêmio e aos 15 anos fui para o Paraná. Depois passei pelo CEPE/Duque de Caxias e por alguns clubes de São Paulo, até parar no Santos.

FPM – Como foi a experiência no Western New York Flash, onde você atuou ao lado da Marta?
MD – Foi uma experiência muito boa jogar esse tempo nos EUA. Fiquei um pouco acima do peso, pois lá a comida é muito diferente da brasileira, e tive um pouco de dificuldade com a língua, mas no fim deu tudo certo. Gostei muito de viver isso. A lição que tirei foi que o vier para me ajudar na carreira, eu vou fazer.

FPM – Afinal, aprendeu a falar inglês?
MD- Só um pouco. Consegui me virar, mas acho uma língua difícil.

FPM – Pensa em jogar novamente no exterior?
MD – Acho que se for me acrescentar alguma coisa, tudo é válido.

FPM – Qual foi a grande diferença que você observou no tratamento do futebol feminino nos EUA para o tratamento aqui no Brasil?
MD – Acho que as principais diferenças que vi lá foram de estrutura dos times e de organização. O povo lá é organizado até para torcer. Mas não é tão caloroso quanto o brasileiro e isso faz diferença. Senti falta disso.

FPM – Como foi a recepção no Santos quando você voltou?
MD – Foi ótima. Estava mesmo com saudade das meninas. Mas como estava jogando fora, só posso atuar na Copa do Brasil e na Libertadores pelo Santos. Estou me empenhando muito para conquistar mais um título para o Peixe.

FPM – Quem você considera o adversário mais difícil na Libertadores desse ano?
MD – Acho que os adversários são todos muito bons. O CEPE, o São José, o Boca… não dá para eleger um como mais forte.

FPM – E o Pan? Você acha que a eliminação da Copa do Mundo trouxe mais força para vocês buscarem o título no Pan-Americano?
MD – Ninguém gosta de perder. O gosto da derrota é terrível. Mas voltamos com a consciencia limpa de que demos o nosso máximo e com certeza nossa eliminação serviu para que chegassemos ao Pan com mais força ainda. Temos que conquistar esse título e apagar nossa eliminação precoce da Copa do Mundo.

FPM – Você acha que a Marta vai fazer muita falta?
MD – Lógico que sentimos falta da Marta, ela é diferenciada e fundamental, mas estamos trabalhando para que consigamos suprir essa ausência.

FPM – O que você acha que falta para que o futebol feminino ganhe mais força no Brasil?
MD – Falta o apoio dos clubes. Acho que cada time masculino deveria ter uma equipe feminina e realizar preliminares da categoria antes dos jogos deles. Se formos pensar em alguns anos atrás, conseguimos ver que a modalidade já evoluiu muito, mas ainda falta uma longa estrada.  Acho que isso poderia contribuir para dar mais visibilidade para nós.

FPM – E essa coisa de ser considerada símbolo sexual, como você encara o fato?
MD – Acho até engraçado. Sou muito vaidosa, passo maquiagem para jogar e capricho nos penteados. Acho que por isso que os homens me veem assim. Independente de jogar futebol, tem que continuar com uma postura feminina.

FPM – Tem vontade de fazer um ensaio sensual?
DM – Gostaria sim. Acho que se for uma coisa bem feita, dá para ficar em legal. Tem uns que são muito bonitos.

FPM – Mas você pensa em fazer quando não estiver mais jogando ou assim que pintar oportunidade?
MD – Penso em fazer logo. Tenho bastante vontade.

FPM – Já recebeu muitas cantadas por conta disso?
MD – Cantada sempre tem, né? Já disseram até que queriam casar comigo. Levo tudo numa boa. Mas tenho namorado (Maurine namora o produtor musical Marlon há sete meses).

FPM – Como você conheceu o Marlon?
DM – Foi por causa de um amigo em comum, que me levou em um dos shows que ele estava produzindo. Desde então, estamos juntos. Às vezes, é difícil conciliar o namoro com as nossas agendas lotadas, mas temos muita confiança um no outro.

FPM – O que vocês gostam de fazer nas horas vagas?
DM – Gosto muito de ir ao cinema com ele.

FPM – Quando pendurar as chuteiras, você pensa em continuar trabalhando com futebol?
MD – Não. Quero mesmo é ser dona de casa e curtir os dois filhos que quero ter. Nunca pensei em trabalhar de treinadora ou qualquer outra coisa no mundo da bola. Mas isso tudo, só depois das Olimpíadas de 2016.

FPM – Para terminar, qual conselho você daria para as meninas que querem investir na carreira de jogadora de futebol?
MD – Acho que as meninas tem que aproveitar todas as oportunidades que aparecerem. Se você tem um sonho na cabeça, tem que ir atrás.

Meninas do Brasil estreiam no Pan nesta terça-feira

Esta terça-feira, 18 de outubro, é de extrema importância para o  futebol feminino brasileiro. É que as meninas do Brasil entram em campo às 20h, para enfrentar a Argentina, na estreia da equipe nos Jogos Pan-Americanos de 2011. E como duelo com os hermanos – e hermanas – é sempre pegado e com mais rivalidade, será preciso de muita atenção e vibração positiva da parte de cá para que as meninas consigam a vitória.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

No último treino da equipe, o técnico Kleiton Lima treinou o time com: Bárbara, Maurine, Karen (Renata Diniz), Bagé, Tânia Maranhão (Renata Costa) e Maicon (Grazi); Francielle, Rosana e Formiga; Thaís Guedes (Debinha) e Daniele (Ketlen).

A partida você acompanha ao vivo a partir das 20h, na Record. No Twitter do Futebol para Meninas, você também acompanha o confronto com os comentários da Lu de Castro. É só clicar.

Vamos com tudo, meninas!

Veja a tabela de jogos:

rupos
A – Colombia, Trinidad & Tobago, México e Chile
B – Brasil, Argentina, Costa Rica e Canadá

Fase de Grupos
18/10 – 14 hs de Brasilia – Canadá x Costa Rica – Grupo B
18/10 – 17 hs de Brasília – Colombia x Trinidad & Tobago – Grupo A
18/10 – 20 hs de Brasilia – Argentina x Brasil – Grupo B
18/10 – 23 hs de Brasilia – México x Chile – Grupo A

20/10 – 13 hs de Brasilia – Canada x Argentina – Grupo B
20/10 – 16 hs de Brasilia – Chile x Colombia – Grupo A
20/10 – 20 hs de Brasilia – Brasil x Costa Rica – Grupo B
20/10 – 23 hs de Brasilia – Mexico x Trinidad & Tobago – Grupo A

22/10 – 13 hs de Brasilia – Trinidad & Tobago x Chile – Grupo A
22/10 – 16 hs de Brasilia – Costa Rica x Argentina – Grupo B
22/10 – 20 hs de Brasilia – México x Colombia – Grupo A
22/10 – 23 hs de Brasilia – Brasil x Canadá – Grupo B

Semifinais
25/10 – 20 hs de Brasilia – 1º do Grupo B x 2º do Grupo A
25/10 – 23 hs de Brasilia – 1º do Grupo A x 2º do Grupo B

Medalha de Bronze
27/10 – 17 hs de Brasilia – Perdedor do jogo entre 1º do Grupo B x 2º do Grupo A e do jogo entre 1º do Grupo A x 2º do Grupo B

Final
27/10 – 20 hs de Brasilia – Vencedor do jogo entre 1º do Grupo B x 2º do Grupo A e do jogo entre 1º do Grupo A x 2º do Grupo B