Arquivo da tag: Santos

Final do Paulista: Angélica conta com apoio da torcida

No próximo sábado, dia 29 de outubro, as meninas do Santos entram em campo para enfrentar o Centro Olímpico, em busca do terceiro título do Campeonato Paulista. A partida está marcada para às 10h, na Vila Belmiro, e terá entrada gratuita para quem quiser assistir ao grande duelo de pertinho.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

Para sagrar-se campeã mais uma vez, as Sereias da Vila precisam reverter o placar do primeiro jogo, que terminou em 2 a 1, no Distrital Vila Guarani. Por isso, a zagueira Angélica acredita que o apoio da torcida será fundamental para levantar o caneco.

“Nós esperamos ver o estádio cheio no sábado. É muito importante receber o apoio e incentivo dos torcedores, isso nos dá muito mais vontade de vencer. Contamos com a presença de todos na Vila para fazermos uma linda festa”, disse ao site oficial.

Porém, se para as alvinegras o obstáculo é grande, para as meninas do Centro Olímpico não é diferente. No histórico dos confrontos entre as equipes, quem leva a melhor na Vila são as donas da casa, que venceram dois dos três dulos disputados e ambos por goleadas (3 a 0 e 5 a 0).

Além disso, no restrospecto geral do Paulista deste ano, o Peixe também sai na frente. As Sereias atuaram em 27 jogos e venceram 21, empataram um e perdram apenas cinco. Já as adversárias, com o mesmo número de partidas, ganharam 20 e foram derrotadas em sete.

Neymar arrisca no japonês para conquistar torcedores do outro lado do mundo

Pensando no jogo que vale o Mundial para o Santos, o clube se apressou em ensinar um pouquinho de japonês para os craques da Vial Belmiro fazerem bonito. Nesta sexta-feira, 21 de outubro, o Peixe divulgou o vídeo em que Neymar se apresenta para a torcida japonesa e avisa que em breve eles estarão por lá. Confira o atacante dando uma palhinha.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

Santos e Centro Olímpico começam busca pelo título do Paulista

Neste sábado, 22 de outubro, as Sereias da Vial entram em campo, às 10h, para enfrentar o Centro Olímpico, no Distrital Vila Guarani. A partida marca o primeiro encontro entre as equipes, que disputam o título do Campeonato Paulista deste ano.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

Para o técnico Gustavo Feliciano, o Santos não terá jogo fácil pela frente, mesmo sabendo que as adversárias estão sem Rosana e Debinha, que estão servindo a Seleção Brasileira nos Jogos Pan-Americanos.

“Em um campo menor e com grama sintética, as meninas terão que trabalhar mais com a força, porque será um jogo com muito contato físico. E elas vão ter que aproveitar as bolas paradas”, disse, apontando a tática que pode ser uma saída para vencer.

A entrada para assistir ao duelo será gratuita e a Rede Vida transmitirá a partida ao vivo.

Libertadores feminina tem regulamento divulgado pela Conmebol

Na noite da última terça-feira, 18 de outubro, a Conmebol divulgou o regulamento completo da Taça Libertadores de Futebol Feminino deste ano, que será disputada em São José dos Campos, interior de São Paulo, entre os dias 13 e 27 de novembro. O Brasil terá três representantes – Santos, CEPE/Duque de Caxias e São José – no torneio que conta com 12 times. As outras equipes ainda não foram divulgadas pela confederação, mas já se sabe que cada país filiado terá um representante.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

A primeira fase consistirá em três grupos, com quatro times cada, jogando entre sim em jogo único. Ao fim da fase, o melhor colocado de cada grupo, mais o melhor segundo colocado de todos os grupos avançam na competição, também em sistema único. O vencedor de cada semifinal disputa o título da Libertadores e os perdedores se enfrentam pelo terceiro lugar.

O campeão leva para casa U$20 mil, a segundo colocado embolsa U$15 mil, o terceiro fica com U$9 mil e o quarto com U$6 mil. Além disso, todos os times recebram a quantia de U$ 7.500 pela participação.

Mulher com alma de menina: conheça a lateral Maurine

Por Patricia Esteves

Boa de bola, simpática e linda. Assim é a lateral Maurine, da Seleção Brasileira e do Santos. Considerada uma das grandes jogadoras da geração, a brasileira chegou a passar um tempo nos EUA, onde atuou pelo Western New York Flash, ao lado da melhor do mundo Marta. Atualmente joga pelo Santos e está disputando o seu primeiro Pan-Americano, em Guadalajara, com as meninas do Brasil. Mas se você pensa que foi fácil chegar até aqui, está muito enganado. Com espírito guerreiro, a morena, que diga-se de passagem arranca suspiros dos marmanjos desde que começou a se destacar na modalidade, conseguiu se firmar e hoje é tida como uma das peças fundamentais da equipe que busca o tri na competição continental. Por isso, antes de viajar para o México, conversamos com ela e descobrimos um pouco sobre essa mulher com alma de menina. Confira a entrevista!

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

Futebol para Meninas – Como você começou a jogar futebol?
Maurine Dornelles – Meu pai sempre jogou bola e foi assim que me interessei pelo esporte. Então, sempre fiquei no meio dos meninos jogando também. Comecei na escolhinha do Grêmio e aos 15 anos fui para o Paraná. Depois passei pelo CEPE/Duque de Caxias e por alguns clubes de São Paulo, até parar no Santos.

FPM – Como foi a experiência no Western New York Flash, onde você atuou ao lado da Marta?
MD – Foi uma experiência muito boa jogar esse tempo nos EUA. Fiquei um pouco acima do peso, pois lá a comida é muito diferente da brasileira, e tive um pouco de dificuldade com a língua, mas no fim deu tudo certo. Gostei muito de viver isso. A lição que tirei foi que o vier para me ajudar na carreira, eu vou fazer.

FPM – Afinal, aprendeu a falar inglês?
MD- Só um pouco. Consegui me virar, mas acho uma língua difícil.

FPM – Pensa em jogar novamente no exterior?
MD – Acho que se for me acrescentar alguma coisa, tudo é válido.

FPM – Qual foi a grande diferença que você observou no tratamento do futebol feminino nos EUA para o tratamento aqui no Brasil?
MD – Acho que as principais diferenças que vi lá foram de estrutura dos times e de organização. O povo lá é organizado até para torcer. Mas não é tão caloroso quanto o brasileiro e isso faz diferença. Senti falta disso.

FPM – Como foi a recepção no Santos quando você voltou?
MD – Foi ótima. Estava mesmo com saudade das meninas. Mas como estava jogando fora, só posso atuar na Copa do Brasil e na Libertadores pelo Santos. Estou me empenhando muito para conquistar mais um título para o Peixe.

FPM – Quem você considera o adversário mais difícil na Libertadores desse ano?
MD – Acho que os adversários são todos muito bons. O CEPE, o São José, o Boca… não dá para eleger um como mais forte.

FPM – E o Pan? Você acha que a eliminação da Copa do Mundo trouxe mais força para vocês buscarem o título no Pan-Americano?
MD – Ninguém gosta de perder. O gosto da derrota é terrível. Mas voltamos com a consciencia limpa de que demos o nosso máximo e com certeza nossa eliminação serviu para que chegassemos ao Pan com mais força ainda. Temos que conquistar esse título e apagar nossa eliminação precoce da Copa do Mundo.

FPM – Você acha que a Marta vai fazer muita falta?
MD – Lógico que sentimos falta da Marta, ela é diferenciada e fundamental, mas estamos trabalhando para que consigamos suprir essa ausência.

FPM – O que você acha que falta para que o futebol feminino ganhe mais força no Brasil?
MD – Falta o apoio dos clubes. Acho que cada time masculino deveria ter uma equipe feminina e realizar preliminares da categoria antes dos jogos deles. Se formos pensar em alguns anos atrás, conseguimos ver que a modalidade já evoluiu muito, mas ainda falta uma longa estrada.  Acho que isso poderia contribuir para dar mais visibilidade para nós.

FPM – E essa coisa de ser considerada símbolo sexual, como você encara o fato?
MD – Acho até engraçado. Sou muito vaidosa, passo maquiagem para jogar e capricho nos penteados. Acho que por isso que os homens me veem assim. Independente de jogar futebol, tem que continuar com uma postura feminina.

FPM – Tem vontade de fazer um ensaio sensual?
DM – Gostaria sim. Acho que se for uma coisa bem feita, dá para ficar em legal. Tem uns que são muito bonitos.

FPM – Mas você pensa em fazer quando não estiver mais jogando ou assim que pintar oportunidade?
MD – Penso em fazer logo. Tenho bastante vontade.

FPM – Já recebeu muitas cantadas por conta disso?
MD – Cantada sempre tem, né? Já disseram até que queriam casar comigo. Levo tudo numa boa. Mas tenho namorado (Maurine namora o produtor musical Marlon há sete meses).

FPM – Como você conheceu o Marlon?
DM – Foi por causa de um amigo em comum, que me levou em um dos shows que ele estava produzindo. Desde então, estamos juntos. Às vezes, é difícil conciliar o namoro com as nossas agendas lotadas, mas temos muita confiança um no outro.

FPM – O que vocês gostam de fazer nas horas vagas?
DM – Gosto muito de ir ao cinema com ele.

FPM – Quando pendurar as chuteiras, você pensa em continuar trabalhando com futebol?
MD – Não. Quero mesmo é ser dona de casa e curtir os dois filhos que quero ter. Nunca pensei em trabalhar de treinadora ou qualquer outra coisa no mundo da bola. Mas isso tudo, só depois das Olimpíadas de 2016.

FPM – Para terminar, qual conselho você daria para as meninas que querem investir na carreira de jogadora de futebol?
MD – Acho que as meninas tem que aproveitar todas as oportunidades que aparecerem. Se você tem um sonho na cabeça, tem que ir atrás.

Sereias da Vila estão na final do Campeonato Paulista

Neste domingo, o Santos FC entrou em campo contra o Francana, na Vila Belmiro, para buscar a classificação na grande final do Campeonato Paulista de Futebol Feminino. E, no jogo, quem se deu bem na disputa foram as Sereias da Vila que fecharam o placar em 3 a 0 e estão na corrida pelo bicampeonato e terceiro título na competição.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

No primeiro jogo da semifinal, as Sereias venceram Francana por 4 a 0. Com o resultado da partida de hoje, as meninas do Santos enfrentam na final o Centro Olímpico, que também venceu o São José, em casa, por 4 a 2.

 

 

Santos e Foz empatam e Sereias da Vila estão eliminadas

Santos e Foz Cataratas ficaram no 0 a 0 nesta quarta-feira, 21 de setembro, pelas quartas-de-final da Copa do Brasil. Com o resultado, quem segue na competição é o time de Foz do Iguaçu, já que no primeiro jogo a equipe venceu as Sereias por 2 a 1, em casa.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

Sendo assim, as Poderosas do Foz enfrentam São José ou Rio Preto, adversário ainda a ser definido no jogo da próxima quinta-feira, 22, às 20h. No primeiro confronto entre os times, o Rio Preto venceu por 3 a 1.

Ainda pelas quartas-de-final, também amanhã, temos o duelo entre Tuna Luso e Viana, que terminou em 1 a 1 no primeiro jogo. Já no sábado, 24, o Vitória, que goleou o São Francisco por 6 a 2, volta a enfrentar as baianas.

O amor entra em campo: veja casais que se conheceram por conta do time do coração

Já pensou em encontrar o seu grande amor em um estádio de futebol? Seria uma situação bastante incomum, eu diria. Mas nesse Brasil a fora existem mais casais assim do que você imagina. Unidos pela paixão pelo clube do coração, cada vez mais homens e mulheres encontram o parceiro (a) durante um grito de gol ou na choradeira de uma eliminação. E é sobre isso que o Futebol para Meninas vai falar nessa matéria. Iremos contar as histórias de corações apaixonados não só pelos seus times, mas também pelo presente que cada um deles proporcionou em suas vidas. Viva o futebol, viva o amor!

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

Mariellen e Raphael: o sentimento não para, pois todo vascaíno tem amor infinito

O amor entre Mariellen e Raphael nasceu da paixão pelo Vasco. Vascaínos fanáticos, os dois se conheceram em um aniversário, mas ela confessa: só aceitou sair com ele por conta da afinidade com o Gigante da Colina. Depois de saírem pela primeira vez – quando conversaram somente sobre o clube do coração -, os dois se viram pela segunda vez em… São Januário! Isso tudo aconteceu em 2003, ou seja, o casalzinho amargou um tempo sem títulos para comemorar juntos.

“Enfrentamos a pior fase do Vasco: oito anos sem título, crise política, rebaixamento… foi duro! Parecia uma maldição (risos)”, contou Mari.

Mas 2011 veio para mudar isso aí. Com o título da Copa do Brasil a dupla pôde celebrar ainda mais o amor. Pouco antes da final contra o Coritiba, eles, que estavam morando juntos há quatro anos, resolveram casar na Igreja. Marcaram a cerimônia para o dia 20 de agosto, véspera do aniversário do clube. “A data perfeita”, como explicou a noiva.

“A festa do casamento foi quase temática: cores do clube em todos os detalhes, docinhos com Cruz de Malta e homenagem ao Vasco à 0h. Teve hino, grito de “Casaca”, bandeiras, faixas e a projeção das fotos que fizemos em São Januário”, lembrou ela, que é tão fã de futebol que mantém o blog Menina da Arquibancada. “Agora a gente segue torcendo pelo Vascão no Brasileiro. Rumo ao penta!”, encerrou.

Rumo ao penta e mais juntinhos do que nunca, pelo visto.

Julye e Lucas: uma avalanche tricolor no coração dos casal

A história de Julye e Lucas não é menos emocionante. A dupla se conheceu em um Gre-Nal no dia 29 de junho de 2008. Ela tinha ido ao jogo com a mãe e as amigas, e uma dessas amigas estava ficando com o primo do futuro namorado, que também foi ao jogo.  A afinidade foi tão imediata que, segundo Julye, durante o jogo os dois ficaram “cuidando” um do outro. Ao fim, Ju – que não é boba nem nada – conversou com a amiga que estava com o primo do Lucas e contou que tinha gostado dele. Mal ela sabia que ele havia feito a mesma coisa.

A partir daí conversas por telefone e msn seriam só o começo de um grande amor. Eles saíram para jantar e estão juntos até hoje. Os dois são sócios do Grêmio e sempre marcam presença no Olímpico. Mais unido que isso, impossível, né?

Yasmin e João Luiz: “O que o Fluminense uniu, ninguém separa”

Yasmin conheceu o atual namorado, João Luiz, em uma caravana com a torcida organizada Flunitor para assistir ao jogo contra o Avaí, em Volta Redonda, no dia 29 de setembro do ano passado. Durante a viagem, João foi conhecendo os integrantes da torcida, mas Yasmin foi quem chamou sua atenção. Primeiro, posivitvamente e depois – acreditem! – negativamente. Mesmo assim, eles apostaram e resolveram trocar msn e Orkut.

A amizade foi crescendo e o clima pintou naturalmente, mas a torcedora parecia não querer nada sério. Depois que ela percebeu que realmente gostava de João, mesmo com o pedido de namoro dele no dia em que o Tricolor carioca sagrou-se campeão brasileiro, resolveu, como ela mesmo disse,  “fazer doce”. Só cerca de duas semanas depois,  ela se rendeu à paixão que sentia pelo até então amigo e resolveu sorrir pro amor. Durante uma festa, ela cedeu e aceitou namorar com ele.


“A partir deste dia estamos em um conto de fadas. Tenho fé de que esse relacionamento tão lindo, que começou tão cedo, dure o resto de nossas vidas e que a frase “O que o Fluminense uniu, ninguém separa” se eternize para nós”, desejou Yasmin.

Diandra e Renato: o casal pé-quente da Vila Belmiro

A história de Diandra e Renato também é um conto de fadas. Prova disso é que desde que saíram pela primeira vez, os dois não se desgrudaram mais. O momento mágico deles aconteceu no dia do primeiro jogo entre Santos e Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro 2009. Na época, os dois eram blogueiros do mesmo site, mas não se conheciam. Após se cumprimentarem em bar próximo à Vila Belmiro, onde encontraram amigos em comum, o futuro casal ficou o jogo inteiro se olhando, mesmo estando em setores diferentes do Pacaembu.


Poucos dias depois, Diandra teve problema com seu blog e resolveu pedir ajuda ao “amigo”. Pronto! Foi mais do que motivo para eles conversarem durantes horas e horas, por dias. Eles saíram a primeira vez em 8 de junho de 2009, dia do aniversário de 21 anos dela. A paixão foi tão repentina, que segundo ela, a hora passou tão rápido que ela até “esqueceu” de ir para a faculdade. Dois dias depois, estava a dupla em um barzinho, onde Renato tomou a inciciativa e pediu Diandra em namoro. Ela, lógico, aceitou! Desde então, são dois anos e três meses de muito amor e muita torcida pelo Peixe. Eles até são tidos por amigos como “casal pé-quente”.

“Desde que começamos a namorar, o Santos não parou mais de ganhar. Fomos campeões paulistas duas vezes, da Copa do Brasil e da Libertadores. Fomos a quase todos os jogos da Libertadores juntos, inclusive na final, que foi um dos dias mais importantes e inesquecíveis das nossas vidas”, revelou Diandra.

E você, aí? Está esperando o que para ir para o estádio apoiar seu time do coração? Além de acompanhar uma de suas maiores paixões, você ainda pode encontrar, mesmo que sem querer, um grande amor! Afinal, amor e futebol são caixinhas de surpresa.

Boletim da Copa do Brasil: em casa, Foz Cataratas vence o Santos

Esta quinta-feira, 15 de setembro, foi marcada pelos confrontos válidos pelas quartas-de-final da Copa do Brasil.  O Santos foi até Foz do Iguaçu, onde encarou o Foz Cataratas. As donas da casa levaram a melhor e venceram as paulistas por 2 a 1. Enquanto Daiane Moreti e Nenê marcaram para as sulistas, Kelly descontou para as Sereias da Vila.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

O jogo de volta está marcado para a próxima quarta-feira, dia 21, às 15h, na Vila Belmiro. Vai ser um jogão!

Confira os outros resultados desta etapa:

Viana 1 x 1 Tuna Luso – jogo de volta: quinta-feira (22), às 16h.

Vitória 6 x 1 São Francisco – jogo de volta: sábado (24), às 20h.

Rio Preto 3 x 1 São José – jogo de volta: quinta-feira (22), às 20h.

Neymar ensaia comemoração com música de Michel Teló antes da partida

Que o Neymar adora uma dancinha, todo mundo sabe. O que ninguém nunca tinha visto é o jogador ensaiando uma de suas comemorações no vestiário antes do jogo. Antes da vitória por 1 a 0 contra o Cruzeiro, o craque do Santos mostrou que está mais atualizado do que nunca. Dessa vez, a escolhida foi “Ai, se eu te pego”, de Michel Teló. O vídeo que o clube divulgou mostra também outras brincadeiras dos jogadores. Cada um com sua forma de se concentrar para a partida, não é mesmo? E nós adoramos essa!

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas