Arquivo da tag: Maurine

Brasil vence e Maurine faz gol em homenagem ao pai falecido

A Seleção Brasileira feminina de futebol venceu o México, por 1 a 0, nesta terça-feira, dia 25 de outubro. O gol foi marcado pela lateral Maurine, que como prometido, conseguiu homenagear o pai falecido no último domingo. Além disso, o resultado garantiu a vaga das meninas na final do Pan-Americano, onde elas enfrentam o Canadá.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

O primeiro tempo foi complicado para as meninas do Brasil. Cometendo erros bobos, as brasileiras não conseguiram se livrar da marcação das mexicanas e ficaram no 0 a 0.

Na segunda etapa, o time entrou em campo com outra postura e já começou assutando as adversárias. Mas o gol só veio aos 29 minutos com Maurine. em jogada individual pela direita, a lateral chutou cruzado e rasteiro para garantir o time no sonho pelo ouro.

A final está marcada para a próxima quinta-feira, às 20h, no estádio Estádio Omnilife.

 

Seleção Brasileira prestará homenagem ao pai de Maurine

Prestes a entrar em campo nesta terça-feira, dia 25 de outubro, contra o México, às 20h, a Seleção Brasileira feminina de futebol irá prestar uma homenagem a Assis Brasil, pai da lateral Maurine. Por isso, todas as meninas estarão com uma cruz preta, de luto, abaixo da bandeira brasileira que fica no uniforme.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

Contra as donas da casa, o time será escalado com: Bárbara, Maurine, Karen, Bagé, Tânia Maranhã (c) e Maicon; Francielle, Rosana e Formiga; Thaís Guedes e Debinha.

A partida é válida pela semifinal do Pan-Americano e vale vaga na final da competição.

No @futebolmeninas você acompanha os comentários sobre a partida. É só conectar!

Maurine conta no Twitter que vai continuar lutando por medalha

Após saber da morte de seu pai na madrugada desta segunda-feira, 24 de outubro, a lateral Maurine, da Seleção Brasileira feminina de futebol, esclareceu via Twitter que está muito triste com a notícia, mas que vai continuar em Guadalajara lutando com as meninas do Brasil para conquistar uma medalha de ouro.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

“Olá pessoal, pra quem perguntou, vou ficar até o final do Pan. Vou levar essa medalha pro meu pai, pois ele sempre me pediu isso. (…)”, escreveu, para logo depois completar. “Vou embora dia 29, se Deus quiser com a medalha no peito e homenagear meu papai, que sempre se orgulhou de mim. Deus vai me confortar e me da forca pra lutar ..porque minha familia precisa muito de mim!”.

A Seleção Brasileira entra em campo novamente nesta terça-feira, 25, às 20h, contra o México.

Morre pai da lateral da Seleção Brasileira Maurine

Na noite do último domingo, 23 de outubro, o pai da lateral direito Maurine, que está em Guadalajra disputando os Jogos Pan-Americanos pela Seleção Brasileira feminina de futebol, morreu. A camisa 2 desabafou através de sua conta no Twitter, depois de receber a notícia, já na amdrugada desta segunda, 24.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

“Senhor me dê força. Deus eu preciso de ti senhor, pois você é meu refúgio. Eu estou mal demais. Pai te amo para sempre onde você estiver vá com Deus. Luto, luto. Pai, eu te amo”, escreveu.

Logo em seguida ela emendou com: “Pai amor eterno. Descanse em paz, meu guerreiro. Eu te amoo muito. O senhor me ensinou tudo, por isso sou o que sou hoje. Obrigadaaa,  te amo”, e foi confortada pelos amigos no microblog e no Facebook.

O Comitê Olímpico Brasileiro ofereceu auxílio psicológico e uma passagem aérea caso a atleta queira voltar para o Brasil nesta segunda-feira.

As brasileiras entram em campo novamente nesta terça, 25, às 20h, contras as mexicanas donas da casa.

Maurine acredita em vitória dos meninos do Brasil no Pan

Depois de vencerem a Argentina na estreia do Pan, as meninas do Brasil estarão na arquibancada nesta quarta-feira, 19 de outubro, para torcer pelo time masculino, que também faz estreia contras os hermanos. Para a lateral-direita Maurine, um dos destaques da equipe, os meninos também vão conquistar um bom resultado.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

“Tomara Deus que ele deem show. Estamos torcendo muito por eles e esperamos que eles arrasem!”, disse ao Futebol para Meninas.

Indagada se tinha palpite para a dura partida – afinal é o famoso superclássico das Américas -, a craque acredita que os jogadores não levarão gol. “Acho que os meninos vão fazer 2 a 0, assim como nós. Meu palpite é que Henrique e Felipe Anderson vão marcar para o Brasil”, encerrou.

E nós, do FPM, assim como as meninas da nossa Seleção, estamos na torcida!

Mulher com alma de menina: conheça a lateral Maurine

Por Patricia Esteves

Boa de bola, simpática e linda. Assim é a lateral Maurine, da Seleção Brasileira e do Santos. Considerada uma das grandes jogadoras da geração, a brasileira chegou a passar um tempo nos EUA, onde atuou pelo Western New York Flash, ao lado da melhor do mundo Marta. Atualmente joga pelo Santos e está disputando o seu primeiro Pan-Americano, em Guadalajara, com as meninas do Brasil. Mas se você pensa que foi fácil chegar até aqui, está muito enganado. Com espírito guerreiro, a morena, que diga-se de passagem arranca suspiros dos marmanjos desde que começou a se destacar na modalidade, conseguiu se firmar e hoje é tida como uma das peças fundamentais da equipe que busca o tri na competição continental. Por isso, antes de viajar para o México, conversamos com ela e descobrimos um pouco sobre essa mulher com alma de menina. Confira a entrevista!

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

Futebol para Meninas – Como você começou a jogar futebol?
Maurine Dornelles – Meu pai sempre jogou bola e foi assim que me interessei pelo esporte. Então, sempre fiquei no meio dos meninos jogando também. Comecei na escolhinha do Grêmio e aos 15 anos fui para o Paraná. Depois passei pelo CEPE/Duque de Caxias e por alguns clubes de São Paulo, até parar no Santos.

FPM – Como foi a experiência no Western New York Flash, onde você atuou ao lado da Marta?
MD – Foi uma experiência muito boa jogar esse tempo nos EUA. Fiquei um pouco acima do peso, pois lá a comida é muito diferente da brasileira, e tive um pouco de dificuldade com a língua, mas no fim deu tudo certo. Gostei muito de viver isso. A lição que tirei foi que o vier para me ajudar na carreira, eu vou fazer.

FPM – Afinal, aprendeu a falar inglês?
MD- Só um pouco. Consegui me virar, mas acho uma língua difícil.

FPM – Pensa em jogar novamente no exterior?
MD – Acho que se for me acrescentar alguma coisa, tudo é válido.

FPM – Qual foi a grande diferença que você observou no tratamento do futebol feminino nos EUA para o tratamento aqui no Brasil?
MD – Acho que as principais diferenças que vi lá foram de estrutura dos times e de organização. O povo lá é organizado até para torcer. Mas não é tão caloroso quanto o brasileiro e isso faz diferença. Senti falta disso.

FPM – Como foi a recepção no Santos quando você voltou?
MD – Foi ótima. Estava mesmo com saudade das meninas. Mas como estava jogando fora, só posso atuar na Copa do Brasil e na Libertadores pelo Santos. Estou me empenhando muito para conquistar mais um título para o Peixe.

FPM – Quem você considera o adversário mais difícil na Libertadores desse ano?
MD – Acho que os adversários são todos muito bons. O CEPE, o São José, o Boca… não dá para eleger um como mais forte.

FPM – E o Pan? Você acha que a eliminação da Copa do Mundo trouxe mais força para vocês buscarem o título no Pan-Americano?
MD – Ninguém gosta de perder. O gosto da derrota é terrível. Mas voltamos com a consciencia limpa de que demos o nosso máximo e com certeza nossa eliminação serviu para que chegassemos ao Pan com mais força ainda. Temos que conquistar esse título e apagar nossa eliminação precoce da Copa do Mundo.

FPM – Você acha que a Marta vai fazer muita falta?
MD – Lógico que sentimos falta da Marta, ela é diferenciada e fundamental, mas estamos trabalhando para que consigamos suprir essa ausência.

FPM – O que você acha que falta para que o futebol feminino ganhe mais força no Brasil?
MD – Falta o apoio dos clubes. Acho que cada time masculino deveria ter uma equipe feminina e realizar preliminares da categoria antes dos jogos deles. Se formos pensar em alguns anos atrás, conseguimos ver que a modalidade já evoluiu muito, mas ainda falta uma longa estrada.  Acho que isso poderia contribuir para dar mais visibilidade para nós.

FPM – E essa coisa de ser considerada símbolo sexual, como você encara o fato?
MD – Acho até engraçado. Sou muito vaidosa, passo maquiagem para jogar e capricho nos penteados. Acho que por isso que os homens me veem assim. Independente de jogar futebol, tem que continuar com uma postura feminina.

FPM – Tem vontade de fazer um ensaio sensual?
DM – Gostaria sim. Acho que se for uma coisa bem feita, dá para ficar em legal. Tem uns que são muito bonitos.

FPM – Mas você pensa em fazer quando não estiver mais jogando ou assim que pintar oportunidade?
MD – Penso em fazer logo. Tenho bastante vontade.

FPM – Já recebeu muitas cantadas por conta disso?
MD – Cantada sempre tem, né? Já disseram até que queriam casar comigo. Levo tudo numa boa. Mas tenho namorado (Maurine namora o produtor musical Marlon há sete meses).

FPM – Como você conheceu o Marlon?
DM – Foi por causa de um amigo em comum, que me levou em um dos shows que ele estava produzindo. Desde então, estamos juntos. Às vezes, é difícil conciliar o namoro com as nossas agendas lotadas, mas temos muita confiança um no outro.

FPM – O que vocês gostam de fazer nas horas vagas?
DM – Gosto muito de ir ao cinema com ele.

FPM – Quando pendurar as chuteiras, você pensa em continuar trabalhando com futebol?
MD – Não. Quero mesmo é ser dona de casa e curtir os dois filhos que quero ter. Nunca pensei em trabalhar de treinadora ou qualquer outra coisa no mundo da bola. Mas isso tudo, só depois das Olimpíadas de 2016.

FPM – Para terminar, qual conselho você daria para as meninas que querem investir na carreira de jogadora de futebol?
MD – Acho que as meninas tem que aproveitar todas as oportunidades que aparecerem. Se você tem um sonho na cabeça, tem que ir atrás.

Maurine Dornelles volta ao futebol feminino do Santos

Após conquistar o título de campeã da Liga norte-americana de futebol feminino pelo Western New York Flash, equipe onde atuou ao lado da Marta, Maurine está de volta à Vila Belmiro. A lateral fechou contrato de quatro meses com o clube e se apresenta no CT Meninos da Vila na próxima quarta-feira, 31 de agosto, às 9h30.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

Maumau, como é chamada pelas amigas, chegou ao Peixe pela primeira vez em março de 2008, mas só alcançou destaque no Torneio Internacional Interclubes em janeiro de 2011. Marta chegou a citá-la como grande candidata para o prêmio de melhor jogadora do mundo 2012, dado pela Fifa todo ano.

Mais uma craque da bola de volta ao futebol brasileiro! Boa, Maurine!

Marta e Maurine fazem pose em loja nos EUA

Companheiras de clube nos EUA – elas atuam pelo New York Flash – Marta e Maurine parecem estar mais amigas do que nunca. A prova disso foi a foto que Maumau, como é chamada pelos amigos, colocou no Twitter na tarde desta segunda-feira, 22 de agosto. Nela, as duas aparecem curtindo em uam loja.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

Maurine revela cuidados com a beleza

A Copa do Mundo de Futebol Feminino que está rolando na Alemanha está sendo um boa oportunidade para os fãs deste esporte conhecerem um pouco da intimidade e dos hábitos das jogadoras da nossa seleção. A lateral Maurine, por exemplo, tem se revelado a mais preocupada com a beleza dentro do grupo. Em entrevista ao site da CBF, na última sexta, a jogadora  falou um pouco sobre os cuidados que tem pra manter a aparência em dia. Não faltam tratamentos pra o cabelo e para a pele. “Eu gosto de secar o meu cabelo, fazer escova, chapinha. E passo hidratante também, como qualquer mulher.” Revelou a lateral.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter:@futebolmeninas

Além disso, ela disse gostar muito de se maquiar e confessou que dá uma caprichada ainda maior no visual quando vai jogar. “Eu me produzo principalmente em dia de jogo, já que eu vou aparecer na televisão.” Ela também afirmou que todas as colegas de seleção são vaidosas com o  corpo. “Todas as meninas gostam de estar bem arrumadas, mesmo usando uniforme, por isso cada uma inventa um cabelo diferente. Eu e a Marta gostamos de fazer chapinha, a Elaine e a Ester gostam das trancinhas, cada uma tem o seu estilo.”

E todas fazem bonito dentro de campo!

Seleção não poderá contar com Marta e Maurine na Granja

O técnico Kleiton Lima já convocou as meninas que vão disputar a primeira etapa de treinamentos visando a Copa do Mundo, que acontece este ano na Alemanha. No entanto, nomes importantes como Marta, considerada a melhor jogadora do mundo, e a lateral Maurine, que se transferiu para o New York Flash ao lado da melhor do mundo.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

“Por não se tratar de uma data FIFA, os clubes não tem a obrigação de liberar suas atletas, como ocorreu com a Marta e a Maurine, entre outras jogadoras que estamos acompanhando, como as que atuam em clubes europeus”, lamentou, em entrevista ao Terra.

Já focado na competição mundial, o comandante, que agora também é técnico do time feminino do Flamengo, pretende mesclar jogadoras experientes com jovens talentos.

O Brasil está no Grupo D, ao lado de Noruega, Austrália e Guiné Equatorial e os trabalhos começam no próximo dia 16 e vão até o dia 31, na Granja Comary.

Veja quem está na lista das convocadas:

Confira as jogadoras convocadas pelo técnico Kleiton Lima:

Goleiras: Andréia Suntaque, Bárbara e Thais
Zagueiras: Aline Pellegrino, Andréia Rosa, Erika, Marina, Roseane e Daiane
Laterais:Rosana, Joice, Fabiana e Rafaelle
Meias: Francielle, Ester, Formiga, Daniela Alves, Daiane e Gabriela
Atacantes: Daiane Moretti, Kelly, Thais, Cristiane e Daniele