Arquivos da categoria: Curiosidades

Menina Curiosa: A figura do juíz

Pênaltis mandrakes, expulsões sumárias, faltas invertidas ou mal marcadas, conversa mole com jogador do time adversário ou ainda, uma necessidade fora do comum em aparecer mais que o jogo. Quantas vezes não nos satisfazemos dirigindo à figura do juizão, as mais “belas palavras” do dicionário de palavrões? Atire a primeira pedra quem nunca incutiu ao árbitro do jogo, a culpa pela derrota ou empate amargo?

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

Pois bem, de fato o juizão é figura menos amada dentro do campo de futebol, mas sua presença é super importante para que uma partida se realize. Ainda que ele marque um pênalti inexistente, como o marcado a favor do América contra o Corinthians na rodada deste final de semana, se esta figura não existisse, quem determinaria a infração às regras do futebol, enquanto um jogo acontece?

Juíz Margarida, um pouco de alegria na figura do juíz

É, houve um tempo em que os próprios jogadores arbitravam o jogo, e como em qualquer pelada de rua, a confusão era inevitável. Foi quando em 1878 a FA – Football Association, decidiu que era preciso inserir mais uma figurinha em campo e ela seria responsável por apontar os lances onde as regras do jogo fossem descumpridas. Detalhe curioso é que antes do apito, o juizão usava uma bandeira vermelha para indicar a paralisação do jogo e isto foi mudado em 1881.

O árbitro ganhou poder mesmo em 1894, quando se decidiu que qualquer decisão daquele ser “extra” no campo do jogo, não poderiam ser mudadas.  É o poder!

Menina Curiosa: Julinho Botelho e as vaias no Maracanã

A recepção da torcida gremista para Ronaldinho Gaúcho na tarde deste domingo no Olímpico, nos lembrou de um fato ocorrido em maio de 1959 no Maracanã. O jogo era entre a seleção brasileira, campeã na Suécia no ano anterior, e a Inglaterra.

Julinho Botelho

 

Após o sucesso de Garrincha no Mundial, tudo o que a torcida presente no Maracanã queria, era sua presença em campo, mas isso não aconteceu, e Vicente Feola escalou Julinho Botelho para a ponta direita. A escolha do técnico campeão desagradou geral e o que Julinho Botelho ouviu foi uma senhora vaia.

Diferente do que aconteceu no Olímpico (o Flamengo de Gaúcho tomou a virada do Grêmio), Julinho e a seleção venceram a Inglaterra com o ponta jogando tudo e mais um pouco, e a torcida ainda teve que engolir seco a vaia que até lágrima arrancou de Julinho.

Veja um pouco deste jogo. Tanto áudio quanto vídeo não estão muito bons, mas o que vale é o registro.