O amor entra em campo: veja casais que se conheceram por conta do time do coração

Já pensou em encontrar o seu grande amor em um estádio de futebol? Seria uma situação bastante incomum, eu diria. Mas nesse Brasil a fora existem mais casais assim do que você imagina. Unidos pela paixão pelo clube do coração, cada vez mais homens e mulheres encontram o parceiro (a) durante um grito de gol ou na choradeira de uma eliminação. E é sobre isso que o Futebol para Meninas vai falar nessa matéria. Iremos contar as histórias de corações apaixonados não só pelos seus times, mas também pelo presente que cada um deles proporcionou em suas vidas. Viva o futebol, viva o amor!

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas

Mariellen e Raphael: o sentimento não para, pois todo vascaíno tem amor infinito

O amor entre Mariellen e Raphael nasceu da paixão pelo Vasco. Vascaínos fanáticos, os dois se conheceram em um aniversário, mas ela confessa: só aceitou sair com ele por conta da afinidade com o Gigante da Colina. Depois de saírem pela primeira vez – quando conversaram somente sobre o clube do coração -, os dois se viram pela segunda vez em… São Januário! Isso tudo aconteceu em 2003, ou seja, o casalzinho amargou um tempo sem títulos para comemorar juntos.

“Enfrentamos a pior fase do Vasco: oito anos sem título, crise política, rebaixamento… foi duro! Parecia uma maldição (risos)”, contou Mari.

Mas 2011 veio para mudar isso aí. Com o título da Copa do Brasil a dupla pôde celebrar ainda mais o amor. Pouco antes da final contra o Coritiba, eles, que estavam morando juntos há quatro anos, resolveram casar na Igreja. Marcaram a cerimônia para o dia 20 de agosto, véspera do aniversário do clube. “A data perfeita”, como explicou a noiva.

“A festa do casamento foi quase temática: cores do clube em todos os detalhes, docinhos com Cruz de Malta e homenagem ao Vasco à 0h. Teve hino, grito de “Casaca”, bandeiras, faixas e a projeção das fotos que fizemos em São Januário”, lembrou ela, que é tão fã de futebol que mantém o blog Menina da Arquibancada. “Agora a gente segue torcendo pelo Vascão no Brasileiro. Rumo ao penta!”, encerrou.

Rumo ao penta e mais juntinhos do que nunca, pelo visto.

Julye e Lucas: uma avalanche tricolor no coração dos casal

A história de Julye e Lucas não é menos emocionante. A dupla se conheceu em um Gre-Nal no dia 29 de junho de 2008. Ela tinha ido ao jogo com a mãe e as amigas, e uma dessas amigas estava ficando com o primo do futuro namorado, que também foi ao jogo.  A afinidade foi tão imediata que, segundo Julye, durante o jogo os dois ficaram “cuidando” um do outro. Ao fim, Ju – que não é boba nem nada – conversou com a amiga que estava com o primo do Lucas e contou que tinha gostado dele. Mal ela sabia que ele havia feito a mesma coisa.

A partir daí conversas por telefone e msn seriam só o começo de um grande amor. Eles saíram para jantar e estão juntos até hoje. Os dois são sócios do Grêmio e sempre marcam presença no Olímpico. Mais unido que isso, impossível, né?

Yasmin e João Luiz: “O que o Fluminense uniu, ninguém separa”

Yasmin conheceu o atual namorado, João Luiz, em uma caravana com a torcida organizada Flunitor para assistir ao jogo contra o Avaí, em Volta Redonda, no dia 29 de setembro do ano passado. Durante a viagem, João foi conhecendo os integrantes da torcida, mas Yasmin foi quem chamou sua atenção. Primeiro, posivitvamente e depois – acreditem! – negativamente. Mesmo assim, eles apostaram e resolveram trocar msn e Orkut.

A amizade foi crescendo e o clima pintou naturalmente, mas a torcedora parecia não querer nada sério. Depois que ela percebeu que realmente gostava de João, mesmo com o pedido de namoro dele no dia em que o Tricolor carioca sagrou-se campeão brasileiro, resolveu, como ela mesmo disse,  “fazer doce”. Só cerca de duas semanas depois,  ela se rendeu à paixão que sentia pelo até então amigo e resolveu sorrir pro amor. Durante uma festa, ela cedeu e aceitou namorar com ele.


“A partir deste dia estamos em um conto de fadas. Tenho fé de que esse relacionamento tão lindo, que começou tão cedo, dure o resto de nossas vidas e que a frase “O que o Fluminense uniu, ninguém separa” se eternize para nós”, desejou Yasmin.

Diandra e Renato: o casal pé-quente da Vila Belmiro

A história de Diandra e Renato também é um conto de fadas. Prova disso é que desde que saíram pela primeira vez, os dois não se desgrudaram mais. O momento mágico deles aconteceu no dia do primeiro jogo entre Santos e Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro 2009. Na época, os dois eram blogueiros do mesmo site, mas não se conheciam. Após se cumprimentarem em bar próximo à Vila Belmiro, onde encontraram amigos em comum, o futuro casal ficou o jogo inteiro se olhando, mesmo estando em setores diferentes do Pacaembu.


Poucos dias depois, Diandra teve problema com seu blog e resolveu pedir ajuda ao “amigo”. Pronto! Foi mais do que motivo para eles conversarem durantes horas e horas, por dias. Eles saíram a primeira vez em 8 de junho de 2009, dia do aniversário de 21 anos dela. A paixão foi tão repentina, que segundo ela, a hora passou tão rápido que ela até “esqueceu” de ir para a faculdade. Dois dias depois, estava a dupla em um barzinho, onde Renato tomou a inciciativa e pediu Diandra em namoro. Ela, lógico, aceitou! Desde então, são dois anos e três meses de muito amor e muita torcida pelo Peixe. Eles até são tidos por amigos como “casal pé-quente”.

“Desde que começamos a namorar, o Santos não parou mais de ganhar. Fomos campeões paulistas duas vezes, da Copa do Brasil e da Libertadores. Fomos a quase todos os jogos da Libertadores juntos, inclusive na final, que foi um dos dias mais importantes e inesquecíveis das nossas vidas”, revelou Diandra.

E você, aí? Está esperando o que para ir para o estádio apoiar seu time do coração? Além de acompanhar uma de suas maiores paixões, você ainda pode encontrar, mesmo que sem querer, um grande amor! Afinal, amor e futebol são caixinhas de surpresa.

2 comentários sobre “O amor entra em campo: veja casais que se conheceram por conta do time do coração

  1. Ahhh, eu tava no jogo que o Renato e a Diandra se conheceram… Eu, a corinthiana, que namorava um santista e tava vendo o jogo caladinha, caladinha!!
    Vocês são uns lindos… s2

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>