Capitã do Japão acredita estar vivendo um sonho

Com 32 anos, 18 deles dedicados à seleção japonesa, a meio-campista Homare Sawa foi um dos grandes destaques da Copa do Mundo de futebol feminino. Merecidamente homenageada – a jogadora levou a Chuteira de Ouro pela artilharia e a Bola de Ouro pro ser considerada a melhor atleta da competição -, a camisa 10 do Japão contou após a conquista do título, ao site oficial da Fifa, que estava se sentindo em um sonho.

Siga o Futebol para Meninas no Twitter: @futebolmeninas


“Esta é a minha quinta Copa do Mundo, mas não tinha conseguido nada nas quatro anteriores. Por isso estou muito feliz com o resultado. A espera foi muito longa e estou me sentindo muito aliviada, pois passei por momentos difíceis vivendo do futebol feminino no Japão. Nem parece realidade”, disse, emocionada.

Indaga se imaginava que seria escolhida como melhor jogadora do torneio, a capitã japonesa disse que não. Ela ainda aproveitou para dedicar as conquistas às companheiras de equipe, pois segundo ela, sem as outras jogadoras nada disse teria sido possível, nem os títulos individuais.

“É absolutamente incrível ganhar todos estes troféus. Mas eles não são para mim. A equipe como um todo deu uma contribuição fundamental para que eu pudesse ganhar estes prêmios. Não posso me orgulhar pessoalmente de tê-los conquistado”, encerrou.

Esta foi a primeira vez que o Japão conquistou a Copa do Mundo de futebol feminino. As japonesas venceram os EUA em partida eletrizante, que foi parar os pênaltis, com destaque para a goleira Kaihori, que fez história ao agarrar dois penais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>